1001/1001.

1. já passei do gregor para o mackie.
2. deixar que o choco descanse em paz.
3. mini cooper s. branco.
4. quando for uma pessoa cool ter um mercedes sl de 1950, branco.
5. aprender a jogar póquer.
6. manter-me rodeada de coisas bonitas.
7. ja acabei o curso.
8. ler. ler. ler.
9. pagar as minhas dívidas.
10. ir a berlim visitar o joão.
11. comprar uns patins em linha porque mereço.
12. passear o eirick kruder.
13. manter o beco dos prazeres vivo.
14. tenho que enfiar a pilha do bookcrossing no correio.
15. já deixei de ter televisão em casa.
16. levar a máquina quando saio de casa.
17. começar um mestrado em psiquiatria.
18. voltar ao yoga.
19. comprar um fondue para poder ser louca e comer chocolate derretido.
20. ver filmes porque quero e não porque posso.
21. renovar o guarda roupa.
22. colaborar com a orgia literária.
23. inter-rail.
24. pintar nem que seja uma valente bosta.
25. ceder a sapatos.
26. já aprendi a jogar xadrez.
27. enviar postais de aniversário ás pessoas queridas.
28. acabar o projecto de arraiolos.
29. ter o meu espaço.
30. deixar crescer o cabelo.
31. ler 10 livros em francês.
fazer escalada.
encher o aquário de rebuçados.
pintar as paredes.
carpe diem.
fazer compras para tornar a casa um local mais aprazível.
submeter uma fotografia num concurso fotográfico.
ter um jardim aromático.
comportar-me bem com a rua de baixo.
visitar freixo de espada á cinta.
mudar de coordenadas.
ter aulas de fotografia.
receber os amigos em casa.
organizar os meus arquivos da faculdade.
abrir uma conta poupança.
remover o ‘algo se passou’ da bagageira do choco.
mudar de telemóvel.
passar uma noite no gil eanes.
fazer road trips sem destino.
manter flores vivas dentro de casa.
fazer coisas para além de trabalhar.
deixar de comprar só sapatos de salto alto.
tenho que ter comida em casa.
quero meditar no tibete.
aprender a cozinhar. e cozinhar.
aprender a tocar guitarra.
encontrar um cadáver ou partes anatómicas avulsas.
andar de patins em linha.
pintar os anjos.
tricotar. só o cachecol do eirik não chega.
visitar as grandes cidades europeias.
imprimir e emoldurar fotografias.
fazer uma viagem sozinha.
ja passei o natal longe de casa.
experimentar guloseimas novas.
ser uma dona de casa desesperadinha.
aprender alemão. Não basta só saber dizer strass, kinder, kino, polizei, morder e wasser.
experimentar novos sabores de chá.
assistir a música ao vivo.
ver uma plantação de chá.
aprender russo.
comprar um leitor de dvd’s.
alargar a minha biblioteca pessoal.
comprar uns mega phones, porque sim.
comprar uma aparelhagem.
fazer um intra-rail.
quero andar a cavalo.
voltar à minha colecção de moedas. (a adcionar moedas de todos os sítios onde vou)
experimentar novas cozinhas. (nada melhor que no local)
ouvir mais e melhor música. escutar com atenção.
comprar umas onitsuka tiger amarelas e pretas.
atirar-me de um avião que é como quem diz fazer pára-quedismo.
passar um dia num spa.
voltar a fazer tiro com arco.
ir ao teatro mais frequentemente.
comer uma banana inteira.
entrar dentro de um casino.
quero ganhar um prémio no euromilhões. nem que seja 1 euro.
gostaria de comprar mais cd’s, vinis, k7 piratas. whatever.
quero assistir a um autópsia.
andar de balão de ar quente.
tenho que experimentar remo.
comprar legos.
adquirir uma nintendo wii.
visitar museus.
enviar um postal todos os meses. no fundo, regressar ao postalcrossing.
ler um jornal todas as semanas.
jantar, lanchar, almoçar, beber com as comadres. acima de tudo beber.
ir ao bingo com os copos.
arranjar a minha caixa de pintura.
quero fazer a viagem de transiberiano desde são petesburgo até pequim passando pelo deserto de gobi.
comprar pincéis novos.
comprar mais tintas.
respirar fundo.
tenho que pintar o quadro para a margarida.
quero experimentar jogar bowling.
quero jogar ténis nem que seja uma única vez.
quero fazer praia na nazaré, na foz do arelho e em são pedro de moel.
já planeei uma viagem com uma pessoa que não conhecia pessoalmente.
quero organizar a minha agenda de contactos.
quero organizar a minha lista de aniversários.
quero fazer um piercing no umbigo.
quero fazer uma tatuagem de um dragão nas costas.
quero comprar uma toalha de praia e um bikini novo para poder ir á praia.
quero andar de kart.
quero deixar de ter um guarda roupa interior de miúda e passar a ter o de uma mulher.
quero fazer bumjee jumping.
quero arranjar um mapa e colocar pins nos sítios onde fui e quero ir.
qinda tenho que ir comer farturas com a vera.
já comprei bambus para ter em casa porque dão sorte.
quero arranjar o meu nariz.
quero comprar uma lomo.
quero comprar uma polaroid.
quero ter aulas de equitação.
manter os objectivos lá em cima.
já comprei uma bicicleta em londres.
quero deixar de ser tão tímida em relação á fotografia.
já pedalo quando quero ir a algum lado. próximo passo é saber por onde é que ando.
vou ser mais e ter menos.
quero experimentar o ultimate frisbee.
quero andar pela patagónia.
quero visitar as pirâmides incas e maias.
quero comemorar o ano novo chinês na china.
quero olhar para baixo e ver o grande canyon.
não quero deixar passar pequenos actos de bondade.
quero aprender a dançar o hula no havai.
quero tatuar uma estrela para cada sobrinho.
quero ir fazer o ‘trick or treat’ em nova iorque.
quero andar de veleiro.
quero fazer a viagem á volta da islândia e terminar em reikjavik e assitir á celebração do solstício da primavera.
quero ir á noruega visitar os postais que o meu pai trouxe de lá.
quero celebrar o carnaval em veneza e na bahia.
quero mergulhar com tubarões na grande barreira de coral.
não quero perder a oportunidade de me rir até chorar sempre que puder.
quero andar de camelo na planície de gizé.
quero continuar a aprender.
quero calcular a altura das cabeças da ilha da páscoa.
quero ir á procura da nessie.
vou sorrir a estranhos.
quero ir assistir a um espectáculo de dança. já fui ver um ballet: romeu & juliet
quero comer um kebabh na turquia com a sara.
quero dançar e cantar á chuva.
sei que o meu dia favorito do ano é 21 de setembro.
já vi um homem a masturbar-se na praia onde eu estava a fazer top less.
quero fugir para las vegas e casar-me numa capela do mais kitsch possível. e aparentemente com padrinhos anões.
quero divorciar-me 3 vezes.
já ‘assaltei’ um hotel fechado durante a noite para ir para a beira da piscina.
já sai de casa para ir a um sítio e conduzi sem destino e descobri sítios onde nunca tinha estado.
já fui passar um fim de semana a lisboa sem nada acreditando piamente que estávamos na brincadeira. e só quando passamos a batalha é que achei que se calhar devia ter trazido um par de cuecas lavado.
já andei perdida de madrugada na serra de fátima á procura da autoestrada com o carro a dar as últimas, sem rede no telemóvel, quase sem gasolina e sem civilização por mais de 1 hora. e ninguém sabia onde é que eu estava.
já fui conhecer leitores do blogue.
já me envolvi com um leitor do blogue.
já fui passar fins de semanas aos pontos mais díspares de portugal com as comadres.
já fui a assistente/fotográfa do tino de rans num encontro motard.
já meti uma ex sogra a gritar no chão para quem quisesse ouvir que eu era uma puta.
já fui pedida em casamento.
já aceitei casar-me.
já acordei em ter filhos e escolhi os nomes.
já fui a uma bruxa.
já me passou pela cabeça que há mais coisas que conseguimos perceber quando a senhora me disse coisas que mais ninguém saberia para além de mim.
já fui vítima de pessoas mal intencionadas que passaram anos a desejar-me coisas más e não perdiam uma oportunidade de me fazerem chegar essas informações.
já passei 3 meses a viver no meu sofá com uma depressão.
já tive pessoas por quem faria qualquer coisa e dizerem-me na cara que eu era a pior pessoa que existe no mundo.
já passei um ano a fazer sexo.
já me filmei a fazer sexo e ri-me a seguir porque é muito estranho ver.
já fui buscar um namorado á estação de comboios apenas com um casaco de inverno comprido, lingerie e sapatos de salto alto.
já decidi ir viver para lisboa de um momento para o outro.
já vivi em lisboa, aveiro e passei demasiado tempo em leiria.
já fui a festivais de verão sem ninguém saber.
fui ao Paredes de Coura 2002 sem saco cama e apenas com uma tenda reles.
já desmaiei quando me tiraram sangue.
já voltei á minha escola secundária e senti-me deslocada.
já voltei ao colégio onde andei e senti-me saudosista.
nunca parti nenhum osso.
já pensei estar grávida.
já acampei durante uma semana em Paredes de Coura 2005 e foi o melhor festival de verão de sempre.
estive no Sudoeste em 2004 mas não me lembro de quase nada porque estava tão mocada.
já olhei nos olhos de um homem que eu sabia que ia morrer e sorri enquanto ele me dizia que queria ver a filha de 6 anos a entrar na universidade.
já assisti á cirurgia a que o meu irmão se teve que submeter, feita pela mesma equipa que o operou, 10 anos depois de o terem feito.
já chorei quando me disseram ‘amo-te’.
já vi jogos de futebol literalmente agarrada á televisão.
já fui ao estádio da académica celebrar a manutenção na primeira liga.
quero ver um académica-porto ao vivo.
já chorei quando recebi o abraço espontâneo do meu sobrinho a desejar-me parabéns.
já tive explicações de inglês porque me aborrecia ficar em casa ao sábado sem fazer nada.
já vi um jogo de hóquei em patins ao vivo e não consegui ver o disco.
já enchi uma casa de dois andares de orgulho porque o meu sobrinho se deitou no chão, meteu as mãos debaixo do queixo e enquanto abanava os pés me dizia ‘não sei tia, mas diz-me. porque tu sabes tudo’.
já peguei no meu sobrinho mais novo ao colo, com horas de vida e percebi que se pode estar apaixonado por alguém que nunca tínhamos visto antes.
já dei o primeiro banho a um bebé com horas de vida, sendo ele o primeiro bebé a quem eu dava banho na minha vida.
já subi a telhados para entrar em casa.
já trepei á minha varanda porque me tinha esquecido das chaves dentro de casa.
já fiz parte de um pentágono hexágono amoroso.
já passei horas a trocar fluidos com uma mulher que se dizia completamente heterossexual.
já me levantei de uma cama, pós sexo, quando o rapaz tentou pegar-me na mão e nunca mais lhe voltei a falar.
já troquei beijos no meio do milho. com uma rapariga. durante um verão inteiro.
já dei a festa mais memorável de todos os tempos em minha casa.
já levei homens ao desespero.
já senti o pontapé da minha lalita estando ela dentro da barriga da mãe.
já estive á beira de me matar.
já emprestei dinheiro a pessoas que não mo devolveram e deixaram de me falar.
já fui usada por supostos amigos.
já conheci as pessoas mais deliciosas do mundo. e guardo-as no coração.
já cedi á curiosidade e deixei-me levar estando um amigo comum dentro do quarto.
andei toda a minha infância de moto, sem capacete, nos pinhais com o meu irmão e o meu cão.
ainda choro com saudades do meu cão.
já conheci os muse e tenho fotos pavorosas para o provar.
o nick oliveri já me beijou a mão.
já fui a um concerto do queens of the stone age como convidada da banda.
já estive apaixonada por quem não devia.
já fiz o trash de um quarto de hotel numa passagem de ano.
já andei na rua a chorar de tristeza.
já vi nevar.
já me mudei para Londres num impulso.
já fui jornalista em festivais de jazz e concertos.
já fui enfermeira.
já me ri que nem uma perdida enquanto um cirurgião avaliava a melhor posição de uns implantes mamários.
já vi alguém matar um paciente por negligência.
o josh homme e o nick ollivieri autografaram-me o passe que tinha colado na mama. esquerda.
já dormi com mais gente que me consigo lembrar.
já me embebedei ao almoço com vinho.
já saltei a vedação de um parque á noite e deitei-me na relva.
já tive medo por estar perdida em cidades que não conheço.
já ultrapassei um trauma de infância.
ainda não consegui aprender a nadar. e já ando a tentar há quase 20 anos.
já chamei doente mental a uma patroa.
já me despedi num impulso.
já fui parar ao hospital com uma nevralgia no miocárdio. duas vezes.
já suspirei durante horas depois de um concerto dos sigur rós.
já senti o síndrome de stendhal no concerto do nick cave quando ele entrou um palco, se sentou ao piano e tocou os primeiros acordes da ‘god is in the house’.
depois de anos a bater-me um dia bati na minha mãe de volta. desde esse dia nunca mais o voltou a fazer.
já disse ao meu pai que ele tinha morrido para mim e não nos falamos durante um ano.
tive que aprender a dormir fora de casa e com outras pessoas.
já vi nascer 4 crianças.
já estive na mesma sala em que um recém nascido esteve durante um par de minutos sem respirar e já senti o alivio da avó na pele quando ele finalmente chorou.
já embrulhei um cadáver.
já estive á porta de sítios sem conseguir entrar por ansiedade.
já tive ataques de pânico em que pensava que não ia conseguir respirar.
já tive pessoas que se diziam amigas que deixaram de falar comigo á conta de homens.
já tive um caso com um homem mais velho que eu 20 anos.
já tive um caso com um miúdo de 19 anos.
já desvendei um caso de sexo no local de trabalho.
já fiz parte de conluios para levar alguém a ser despedido.
já acordei um dia e fui fazer um piercing na orelha.
quero ir ao banho santo.
já passei em frente a um estúdio de tatuagens e fiz duas tatuagens por impulso.
quero livrar-me das coisinhas que no fundo são lixo e não memórias e manter apenas o que vale a pena.
já peguei fogo a coisas de pessoas que odiei.
educar-me em italiano. não basta só perceber e ler.
aprender japonês.
dar os arquivos da faculdade a quem quiser.
já entrei duas vezes em igrejas vestida de branco. as alegrias de andar na catequese.
sou tia de dois pintelhos de gente por quem faria qualquer coisa.
sou madrinha de uma criança.
já invoquei o diabo estando no altar de uma igreja em plena liturgia.
já perguntei ao malcom midleetom se tinha a certeza se não fazia parte dos mogwai. e é por essa razão que não tenho o autógrafo dele. e me auto intitulei de otária por muitos meses.
já pintei a ponta do cabelo de vermelho.
já planeei envenevar a minha família.
já fui á cabeleireira e passei de cabelo pelo meio das costas para cabelo á joãozinho.
já pintei o cabelo de ruivo cenoura.
já fui assediada por lésbicas no trumps.
já andei de avião.
já andei de barco.
quero atravessar um mar de barco.
levava o meu cão todos os dias para a escola primária e ele sentava-se á secretária comigo.
já vi um eclipse solar.
já estive a olhar para a lua através de um telescópio, á noite e na praia.
já fui entrevistada para a televisão.
já fiz parte de um rancho folclórico.
já andei num campo de golfe á noite.
quero jogar golfe.
já fui confundida com uma prostituta enquanto roubava um cartaz do circo cardinali com uma faca da cozinha.
já embalei crianças.
já fui bullied por colegas da escola durante anos por ser uma outsider.
já recebi o prémio de melhor aluna da escola. Dois anos seguidos.
já fui a londres.
já assei castanhas no recreio da escola.
já amassei broa com a minha avó.
já estive em paris em fevereiro. Mas não no são valentim.
já apanhei erva com um foicinho.
sei usar uma enxada.
brinquei com coelhos, porcos, vacas, galinhas.
já tive como animais de estimação cães, gatos, pombas, rolas, coelhos, faisões, galinhas, grilos, ratos, canários, peixes, enguias.
já fui á pesca de lagostins, peixes de água doce e caranguejos.
já andei a passear em la rochelle, ilê de ré e arredores.
tenho um postal que recebi quando era criança e que não sei de quem é.
já adoptei uma gata do gatil. a apple pie.
já adoptei um gato que apareceu em casa. o parrachito.
já chorei porque a minha mãe não me queria comprar uma boneca. que ainda tenho.
já sai de casa a meio da tarde para lanchar e voltei de madrugada.
já faltei ao trabalho para ir passear.
quero fazer festinhas a um crocodilo.
já fiz festas a cobras.
já toquei num falcão.
na primária o nosso animal de estimação era uma cobra de água que viveu na nossa sala de aula durante um ano e que libertamos quando chegou o verão.
já fui a uma festa gay e diverti-me imenso enquanto me tentavam arranjar uma acompanhante.
já fui ao casamento de uma amiga e de um ex caso meu.
já obriguei um homem a pagar um quarto de hotel para eu tomar o pequeno almoço.
já me envolvi com um soldado americano de passagem por londres num quarto de hostel com mais 9 pessoas lá dentro. também passamos por cima da mesa de bilhar mas a sala tinha cctv.
já comprei um bolo de aniversário porque adoro e comi-o todo sozinha. no espaço de 24 horas.
a minha avó materna trata-me por freira. sendo que ela chama freiras ás pipocas.
eu já ensinei o meu sobrinho a pintar com aguarelas.
já fiz parte da comissão do carro para a queima das fitas.
já tive que deixar uma coisa no aeroporto por não cumprir normas de segurança.
ainda não perdi nenhum voo. apesar de já ter entrado no aeroporto por duas vezes á hora que fechavam as portas de embarque.
já tive o meu nome a ser chamado pelos altifalantes de um centro comercial.
já trabalhei em 6 shoppings diferentes em 3 cidades diferentes. um deles ainda estava a ser contruído.
vou enfiar-me num cargueiro com a sara por conta de um acordo selado num cruzeiro no bósforo, istanbul. e vai ser divertido como tudo.

8 thoughts on “1001/1001.

  1. ana says:

    freixo de espada à cinta…nem sonho porque lá queres ir, mas confesso que guardo boas recordações de um certo e determinado fim-de-semana que por lá passei…promenores?!

comentários aos molhos

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s