ich liebe berlin

já lá vai algum tempo desde que cheguei de berlim. ainda me debato com o facto da cidade me ter ficado com a máquina fotográfica e isso foi o que me arredou das considerações da mesma.

mas hoje é dia de meter ordem nesta casa. porque berlim? por mais nenhuma razão para além da que me levou lá antes de ir a outros sítios que estão na lista ‘a conhecer’. visitar um amigo do coração que não via desde que foi para berlim.

mal soube que tinha uma semana sem nada que fazer a primeira coisa que fiz foi ver preços de voos, escolher os mais baratos e perguntar ao joão se estava em berlim e se me podia fazer de convidada. sim e sim e lá fui eu.

comprei um guia porque preciso de mapas e, bem, as pessoas lá falam alemão e eu não. e ler ainda consigo. mochila feita que eu viajo com pouca coisa.

a aproximação a schönefeld deu-me a vista priveligiada de lagos gelados e de uma mina a céu aberto. frio, frio e frio. afinal não vai ser em londres que vou aprender o que isso é.

e dei por mim a imaginar patinar em lagos gelados… aterrar e seguir placas. ausfahrt é saída e felizmente que uns senhores fofinhos me ajudaram a comprar o bilhete do comboio suburbano para ir para alexandreplatz. bilhete de um dia. sei lá se a cidade é grande, deve dar jeito.

comboio cinzento e deprimente, vista cinzenta. tudo demasiado soviético (passei o meu tempo a adjectivar as coisas cinzentas, despidas de excessos e acima de tudo com ar depressivo como soviéticas).

berlim não estava  desiludir, de todo. as expectativas eram essas mesmas.

introduzir fotos do interior do comboio

a senhora que pica os bilhetes pergunta se não tinha validado o bilhete. eu que me tinha apercebido já depois de estar dentro do comboio que as pessoas pareciam faze-lo num máquina á saída das escadas mas que aparte do civismo nada mais as obrigava a faze-lo. não havia qualquer tipo de vedação, de cancela. estranho, pensei eu, vivo na terra da cctv em que tudo é controlado ao excesso e esta gente aqui… estranho…

contra as expectativas cheguei a alexandreplatz antes das 11 da manhã. liguei ao joão que estava a trabalhar.

já cá estás? bem, willkommen!!

sim, cá estou eu. em alexandreplatz, berlim e tenho 8 horas até me encontrar com o joão.

tirar o guia da mochila e  abenteuer.

comentários aos molhos

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s