e estamos a chegar á altura que se fazem listas

e eu que tenho a minha wishlist sempre em aberto não vou para aquilo que quero ter. este ano, claramente cheio de realizações (bom 2010, lindo menino) não poderia acabar sem que eu desse mais um passo para chegar onde quero.

como qualquer outra pessoa que padeça do mesmo mal  o primeiro passo é admitir. admitido que está folhearei nos próximos meses, que espero serem terapêuticos, um pequeno instrumento para me ajudar a ultrapassar os traumas de uma infância demasiado má e que me marca até agora mais do que quero.  aguardam-me exercícios de catarse. e não poderia estar mais feliz com esta possibilidade. de fazer reset e construir-me como eu quero. e não como os outros gostam de me ver.

comentários aos molhos

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s