nunca pensei desejar tanto a chuva

gostava de justificar a mim mesma que não ando por aqui porque tenho uma vida recheada de coisas interessantíssimas para fazer. mas não. tudo igual a sempre. a única diferença é que o excesso de calor para mim é quase doloroso. e lido com ele como lido com dores. durmo, obrigo-me a dormir. para não sentir este calor exagerado que me transtorna fisicamente. acordo como se me tivesse atirado a uma piscina o que é estranho. primeiro porque não durmo totalmente nua porque não calha e segundo porque não sei nadar. logo não me atiro a massas de água avulsas assim como quem dá cá aquela palha. que pedaço de existência insuportável. se já é díficil ser uma pessoa que faz coisas ainda mais complexo (impossível, quem é que eu quero enganar?) fazer o quer que seja que não passe por beber água e dormir.

comentários aos molhos

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s