custa

Tento ser o mais honesto possível comigo e com os outros. A honestidade foi, desde muito cedo, um conceito que adquiri. É claro que, ao longo dos anos, a honestidade deu origem à frontalidade. Tento, também, ser o mais frontal possível. Ser frontal, nos dias de hoje (a par com ser honesto), deve ser do mais ingrato que pode haver. A frontalidade acaba sempre por nos dar um pontapé no cu. Ninguém está para ouvir outro alguém ser frontal. É terrível, devo admitir. Já muitos foram frontais comigo e custou a engolir.

manuel a. domingos

comentários aos molhos

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s