do amor às listas

cada vez mais ando com o moleskine atrás e menos o uso. não sei porque mas assim acontece. de quando em vez lá se anda para trás e se lê. mesmo. uma lista de 2007 com uma to buy list que me parecia por demais ambiciosa. agora que coloco um visto em cada um dos items não posso deixar de sorrir. creio que esta é uam das razões obscuras que me levam a insistir em escrevinhar listinhas. um dia deparamo-nos com elas e percebemos que ou já fizemos tudo e aí a sensação de não andarmos a desperdiçar não sei quanto tempo é mitigada e acalma por breves instantes a insastifação com a vida e o mundo. ou então podemos percorrer uma lista, recordar a razão da mesma, avaliar o entusiamo e a extrema necessidade de ter ou fazer determinada coisa. e revisto o interregno que nos separou desse momento e do presente percebemos que mudámos, que os nossos obectivos são diferentes, que as necessidades não são as mesmas. olhamos para aquela meia dúzia de coisas e vemos ali a prova mais que cabal que mais que os anos terem passado a verdade é que crescemos.

comentários aos molhos

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s